Cinema e TV

Série: Fuller House

fuller house

Sexta passada (26) foi a estreia da primeira temporada de Fuller House no Netflix e como uma criança dos anos 90, eu simplesmente estava morrendo de ansiedade para assistir! O resultado? Digamos que no sábado eu já tinha assistido os 13 episódios e queria muito mais porque não queria me despedir da série ainda.

Por isso, eu não podia deixar de falar dessa sitcom maravilhosa aqui, não é mesmo? Ela é situada na mesma casa que a original e é recheada de nostalgia para quem era fã de Full House. Não apenas a casa não mudou praticamente nada, como também rever o elenco original é simplesmente maravilhoso – com exceção das gêmeas Olsen no papel de Michelle, mas não pense que eles deixaram a recusa das irmãs de voltarem em branco. Nope, não só a personagem é citada, como também cutucada, o que deixou tudo ainda mais engraçado.

Fuller House, dessa vez é focada na DJ e Stephanie. A Tanner mais velha agora acabou de ficar viúva e mora com seus 3 filhos, Max, Jackson e Tommy na casa em que cresceu enquanto os adultos, seguem sua vida em outro lugar. Com isso, Stephanie e Kimmy (acompanhada da filha, Ramona) ficam na casa para ajudar DJ com as crianças e a lidar com a primeira vez sozinha sem a ajuda de Danny, com quem ela morou durante o último ano e vai mudar para LA apresentar um novo programa junto com Becky. Tio Jesse, claro, foi acompanhar a esposa e Joey afirma que está morando em Vegas há anos.

E gente, essa série é muito divertida e segue exatamente os mesmos padrões que a original. As piadas e coisas que acontecem podem parecer bobinhas – muitos abraços em grupo e piadas sobre abraços em grupo -, por isso quem nunca assistiu Full House talvez não curta tanto quanto quem acompanhava (se você acha a música de abertura piegas, com certeza essa sitcom não é pra você, haha). Fora que, havia muito tempo que eu não tinha contato com uma série tão alto astral assim e de certa forma, foi também muito bom ter essa leveza pra variar.

Fuller House rende muitas risadas, algumas (ok, uma quantidade considerável) lágrimas e pode divertir tanto crianças quanto adultos! Se você viveu nos anos 90 e conhece/assistia a Três É Demais (o título brasileiro), com certeza também vai se divertir muito assistindo essa nova versão e reencontrando (quase) todos os personagens que aprendemos a amar! E claro, se apaixonar pelas crianças novas, em especial pelo Max, quem me fez dar altas risadas e querer apertar mil as bochechas!fuller-house-1024

Netflix-releases-Fuller-House-behind-the-scenes-featurette

madres-forzosas-t1-26-de-febrero-2016

E para a minha enorme alegria e dos fãs, hoje a segunda temporada foi anunciada! Então teremos mais da DJ, Stephanie, Kimmy, Max, Jackson, Tommy Jr e Ramona! E quem sabe, dessa vez alguma das gêmeas Olsen aceitam dar as caras como minha personagem favorita da série original, Michelle?fuller-house-s2-e1456930546802

flav

Anúncios

2 comentários em “Série: Fuller House

  1. Oi Giulia! A Michelle deixou saudades, não vou negar, mas eles lidaram super bem com a falta dela e as cutucadas nas gêmeas Olsen foram sensacionais! Vale super a pena dar uma chance pra série! 😀
    Beijocas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s