Blake Nelson · Nível de inglês básico · Resenha

Resenha: Recovery Road, Blake Nelson

unnamed

SINOPSE

Madeline foi colocada no Spring Meados por causa de seu problema com a bebida e de controle de raiva. É um local bem intenso, mas uma vez por semana, eles podem ir ao cinema na cidade — onde Maddie conhece Stewart, outro paciente na rehab. Eles se apaixonam um pelo outro durante uma fase realmente louca em suas vidas e quando Madeline sai da clínica e tenta colocar sua vida em ordem novamente, ela espera por Stewart. Quando isso acontece, ela descobre que não é a recuperação que esperava. Os dois ainda possuem problemas sérios e Stewart só piora…

Skoob | Goodreads

OQUEEUACHEI25074369

Há alguns meses atrás, eu vi as primeiras imagens da série Recovery Road, fiquei bem curiosa para assistir, especialmente porque o elenco conta com Jessica Sula e Sebastian de Souza nos papéis principais — para quem acompanha e conhece, a Grace e o Matt da terceira geração de Skins (quinta e sexta temporadas) —, pouco depois descobri que ela era baseada em um livro fiquei ainda mais animada, já que né, livros. ❤

Com o livro finalmente em mãos, finalmente pude conhecer a história da Maddie e do Stewart (que na verdade é apenas dela com a participação de vez em quando dele) e eu posso dizer que logo de cara fiquei realmente incomodada com o instalove que rolou ali. Eu até tentei me convencer que na situação deles, talvez fosse fácil de envolver intensamente e rapidamente com uma pessoa, mas ainda assim, aquele começo de relacionamento simplesmente aconteceu tão rápido que nem deu pra se acostumar com a ideia ou acompanhar direito. Depois de um encontro, a Maddie já estava fazendo juras de amor eterno enquanto o Stewart simplesmente ficava ali…sem expressar muita coisa.

Vou confessar que até agora eu não entendi se foi proposital essa frieza do Stewart, se ele não gostava tanto da Maddie como ela dele, ou se Nelson realmente não conseguiu colocar uma história de amor no papel. Só sei que eu não curti o romance dos dois e simplesmente detestei o Stewart. 

Eu esperava que isso fosse mudar conforme a história avançava, mas não. Todo o sentimento da Maddie em relação a ele eram extremamente intensos, mas em nenhum momento dava para sentir a intensidade das coisas e durante um bom tempo eu imaginei que o autor teria planos para o personagem, alguma grande atitude, mas ele passou quase que completamente desapercebido e desaparecendo por capítulos, a ponto que, quando ele voltava, minha sensação era simplesmente “ah, nossa, você ainda existe?”. Um personagem super apático e sem graça que mesmo em seus momentos mais de foco ou mais tristes, simplesmente não se era possível sentir nada.

A mesma coisa acontecia com os diversos personagens secundários que apareceram durante a história. Absolutamente nenhum deles marcava muita presença por muito tempo e quando eles realmente pareciam ser importantes, desapareciam por tanto tempo que perdiam totalmente a intensidade que poderiam trazer para a história. Isso funcionou com algumas personagens, mas com os que deveriam ser os mais próximos da Maddie, simplesmente não colou. A sensação que passou foi que o autor tentou focar em todo o egoísmo e em como a narradora não conseguia enxergar algumas coisas por causa do uso de álcool constante, mas acabou errando na mão de indiferença e fazendo com que os personagens secundários que poderiam ser importantes, não o fossem.

Claro, a história passa por alguns momentos bastante tocantes e até mesmo chocantes, mas a forma que muito deles são apresentados acabou deixando tudo mais sem graça do que poderia ter sido, caso personagens, acontecimentos e passagens fossem mais aprofundados. Tudo pareceu acontecer ao mesmo tempo, mas ao mesmo tempo Nelson não deu muita atenção para diversas coisas que depois se mostraram importantes, coisa que ficou faltando. Aliás, o momento mais marcante e chocante do livro não é nem diretamente relacionado à Maddie. É uma coisa que sim, faz ela repensar em suas atitudes, mas ao mesmo tempo, ficou uma sensação de faltar algo, de forma que provavelmente toda a história da personagem principal vai sumir da minha cabeça para ser substituída por esse acontecimento e alguns fragmentos de tudo que aconteceu.NOTAMEHCONSIDERAÇÕESFINAISRecovery Road é um livro que tem uma premissa muito boa e a história dele também é realmente interessante. No entanto a interação entre os personagens e a forma que Nelson conduziu tudo acabaram transformando tudo em algo muito mais entediante e raso do que realmente prometia. Até mesmo o relacionamento entre Maddie e Stewart que parecia algo extremamente profundo, acabou sendo deixado de lado por tanto tempo e ele mesmo era um personagem tão apático que em nenhum momento convenceu.

Nesse ponto, a série dá de dez a zero no livro, mesmo com suas diferenças,  já que é muito mais agradável de se acompanhar e com personagens secundários muito mais cativantes. Em especial o Stewart. Assim como a Jessica Sula trouxe uma delicadeza que a Maddie não tinha, mas que caiu super bem. Mas falarei sobre isso de forma mais elaborada em um post dedicado apenas à adaptação!PARAQUEMEURECOMENDO

Vou ser bem sincera: eu recomendo muito mais a série do que o livro. Ele deixou muito a desejar e foi extremamente fraquinho. Mas quem se interessa pelo tema pode acabar gostando, já que né, nesse caso, gosto é bem particular. Mas não é uma leitura que eu recomendaria.

Recovery Road não foi traduzido ainda, mas como a série já está no quarto episódio nos EUA e até que também com uma boa avaliação no IMDB (7,7/10), é bem possível que seja traduzido. No entanto, a linguagem em inglês dele é super simples e bem ideal para quem não está tão familiarizado assim com a língua. ;D

flav

Anúncios

Um comentário em “Resenha: Recovery Road, Blake Nelson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s