Cassandra Clare · Cinema e TV

Shadowhunters: O que gostamos e não gostamos no primeiro episódio

SHADOWHUNTERPOSTER

Ontem foi a estreia da série Shadowhunters – The Mortal Instruments, baseada na série de livros da Cassandra Clare e para alegria dos fãs brasileiros — e de outros locais do mundo também —, a Netflix está disponibilizando os episódios algumas horas depois dele ter passado nos EUA.

Como fãs da Cassie, nós estávamos bem curiosas para ver como a série seria — especialmente depois do fracasso do filme —, no entanto nenhuma de nós estava muito empolgada e esperando muita coisa. Infelizmente, nossa falta de expectativa se provou um pouco verdadeira, assistimos já ao episódio, mas nesse piloto podemos dizer que Shadowhunters foi um tanto decepcionante — e confessamos também que temos dúvidas quanto à longevidade da série. Nós apostamos uma temporada. E esperamos estar erradas, assim como esperamos que tudo melhore daqui pra frente.

Logo nos primeiros minutos, já pudemos ver as diferenças entre os livros. Uma das personagens mais interessantes e até assustadoras, digamos, da série literária apareceu completamente modificada: Maureen. Ao invés da criança-vampira, ela foi transformada em uma amiga da Clary e do Simon. A Maureen foi a primeira diferença gritante que pudemos observar nesse primeiro episódio, seguida do fato do Luke ser um policial, a Jocelyn ter uma loja de antiguidades e claro, vamos todos falar sobre o fato da Clary ter 18 e que toda a história gira em torno da maioridade dela. Basicamente, tudo relacionado aos Shadowhunters começa a aparecer por causa disso.

No entanto, tais mudanças, claro, já eram meio esperadas e podem ser até aceitas. Geralmente são as mudanças comuns em séries de TV e não incomodou tanto assim, digamos. Causou uma certa estranheza, mas do tipo que pode ser ignorada, separando o livro da adaptação e seguimos em frente, em especial porque deu pra notar diversos detalhes aqui e ali que foram colocados para quem é fã dos livros (Simon cantando Forever Young, por exemplo).

Mas se tudo isso que falamos até agora pode ser ignorado, o que foi tanto que nós desgostamos?

Em primeiro lugar, a maneira que tudo foi conduzido para acontecer. Foi um pouco…chato. Ela não prendia muito, muita coisa acontecia ao mesmo tempo que nada acontecia, muitas informações e pouco tempo para apreciar tudo que foi jogado ali. E na realidade, isso foi bem parecido com o filme. 90% das informações seriam compreendidas melhor por quem já tem conhecimento da história, quem não conhece, pode ficar um pouco confuso e perdido, já que muita coisa acontece quando se tem tão pouca explicação.

Ou seja, talvez a série não seja um atrativo para quem já não tenha lido algum dos livros e sido apresentado ao universo dos Shadowhunters, quanto também pode desagradar a muitos fãs exigentes que esperavam uma adaptação um pouco mais fiel. E por esse motivo que achamos que ela corre um grande risco de ser cancelada ainda na primeira temporada.

SHADOWHUNTERS1

Em segundo lugar, os personagens e suas atuações. Nós simplesmente não gostamos da Katherine McNamara como Clary. Ela não convenceu em nenhum momento e foi um pouquinho irritante, já que estamos sendo sinceras aqui. Ela simplesmente não deu certo e ainda pensando no fato de que é a personagem principal… Digamos que se ela não melhorar, as chances de abandonarmos a série por causa dela são bem consideráveis.

Dominic Sherwood e Emeraude Toubia pecaram exatamente na mesma coisa com seus personagens: transformaram Jace e Izzy em dois personagens muito simpáticos. Dominic não tem nem um pouco a arrogância do Jace e a Emeraud foi uma Izzy tão sorridente e alegre que simplesmente…doeu. Nesse momento bateu uma saudade enorme do Jamie Campbell Bower, que apesar de não ter o físico do personagem, conseguiu encarnar a personalidade dele perfeitamente, e da francesa Jemina West que também passou a personalidade da personagem muito bem. Vamos torcer para que daqui pra frente, as coisas mudem e eles consigam melhorar nesse detalhe importante, que faltou nesse piloto.

SHADOWHUNTERS2No entanto, temos que dar o braço a torcer pro Alberto Resende, que apesar de não ser o Simon que imaginamos, conseguiu nos fazer visualizar bem o personagem, pelo menos nesse primeiro episódio. Agora é torcer para que a acidez e todo o lado cômico do nosso Daylighter. E que ele e Dominic consigam alcançar a química que Robert Sheehan e Jamie tiveram, assim como a dos personagens.

Matt Daddario e Harry Shum, nosso querido Malec por enquanto não tiveram o que decepcionar. Apenas que apareceram muito pouco. Tanto separados, quanto juntos e eles são o que estamos mais esperando nos próximos episódios! Fora o Valentine, que era o rei de Reign, o que gerou muitas piadas entre nós via WhatsApp.

Em resumo, Shadowhunters teve um piloto fraco e que deixou muito a desejar, assim como nos fez desconfiar se a série pode dar certo. Iremos continuar assistindo para vir contar pra vocês, quando a primeira temporada terminar, o que achamos de tudo e se nossa primeira impressão foi a que ficou ou se ela foi errada — o que torcemos para que aconteça porque queremos muito que essa série dê certo e que esses personagens, que amamos tanto, encontrem seus caminhos e história nesse formato ao invés de apenas nos livros.

assinaturaflaren

Anúncios

6 comentários em “Shadowhunters: O que gostamos e não gostamos no primeiro episódio

  1. Olá Rick!
    Os livros de TMI são simplesmente maravilhosos, espero que esteja gostando deles também, além da série! Mas infelizmente nosso problema com a Clary vai além da personalidade da personagem, a gente não gosta mesmo é da atriz e da maneira de atuar dela…mesmo em seus momentos mais imaturos e chatos, a Clary ainda é bem legal nos livros, haha! Malec, melhores personagens, melhor casal de Shadowhunters! Nosso OTP da série com certeza!! ❤
    E ficamos SUPER felizes em saber que gostou aqui do PR! Seja sempre bem-vindo, não apenas para ler, como também nos comentários! 😀

  2. Olá!
    Concordo com algumas coisas que apontaram, como a escolha da protagonista e a aceitação dela ao conhecer outro universo. Eu estava com preguiça de ler os livros, mas comecei a fazer isso, após ver a série. Então, acho que a série (mesmo sendo diferente), consegue chamar para os livros. Até agora, acho que faz sentido a Clary da série ser “chatinha”. As coisas que vão acontecer estão deixando ela mais madura e assim, ela vai deixando o lado imaturo (ainda não sei como é ela nos livros). Torcendo sim por Malec <3. Não vejo como uma das séries espetaculares ao ponto de querer morrer esperando pelo próximo episódio, mas os roteiros estão conseguindo segurar para saber o que vão acontecer com os personagens. Gostei do site de vcs. 😀

  3. Primeiramente, queria dizer que tropecei no seu blog hoje e já me apaixonei completamente!
    Segundo, concordo com a maior parte do que você disse. Malec, até agora, está parecendo perfeito. E eu senti muita falta do sarcasmo do personagem do Jamie no filme. Vamos torcer para que melhore no episódio de amanhã!
    XOXO, Victoria

  4. Fico tão feliz em saber que não fomos as únicas a não gostar do primeiro episódio.
    Li em algum lugar alguém falando que no segundo episódio fica melhor… mas não sei, não levo muita fé. x/3
    Vamos aguardar e torcer pelo melhor, porque como você disse, certamente será cancelada, terminada de qualquer jeito, e deixando ainda mais claro que a Cassandra Clare deveria parar de vender os direitos autorais dos livros dela para adaptação.

  5. Honestamente, assisti ao primeiro episódio e fiquei tão decepcionada, mas tão decepcionada, que não estou nem um pouco ansiosa para ver o próximo.

    Muita informação para um primeiro episódio e tiraram toda a magia da Clary descobrindo os Shadowhunters. A menina quase não tem curiosidade de entender nada e aceita de primeira tudo o que qualquer um fala. Fiquei muito irritada com isso, MUITO mesmo, hahaha. O Jace e a Isabelle ficaram bem péssimos, miss simpatia total, e o Alec virou um inútil, basicamente.

    Nunca achei que falaria isso, mas ainda prefiro o filme a esta série, hahahahaha… Por enquanto, pelo menos. E eu realmente acho que logo será cancelada. Não a ponto de interromper a primeira temporada, mas acho que vão finalizar logo, meio de qualquer jeito, como fizeram com a última temporada porcaria de The Killing: uma porcaria feitas às pressas para não investir muita grana =/.

  6. Assumo que também fiquei um pouco decepcionada com a série, e cheguei a sentir falta do filme em alguns momentos, haha. Domic Sherwood não me convenceu e senti falta do Jamie, desesperadamente. ❤️
    Compreendi a mudança do Luke, visto que com ele sendo policial haverá muito mais possibilidade de histórias paralelas, mas ainda estou formando uma opinião sobre a atuação da Katherine McNamara (estou em dúvida se achei a atuação irritante, ou se achei irritante as mudanças na personalidade da Clary, ou as duas coisas, haha). Mas o que mais me incomodou mesmo foi a personagem da Jocelyn (volta Lena!).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s