David Levithan · Nível de inglês básico · Resenha

Resenha: Every Day, David Levithan

unnamed-1

sinopse

Cada dia em um corpo diferente. Cada dia uma vida diferente. Todo dia amando a mesma garota.

A não tem amigos. Parentes. Família. Não possui nada material e nem uma casa. Isso porque, todo dia, A acorda no corpo de uma pessoa diferente. Cada manhã, uma nova cama, quarto, casa. Uma nova vida. 

A consegue acessar a memória de todas essas pessoas para conseguir levar o dia sem que ninguém perceba que naquele dia, há outra pessoa ali. E A segue sua vida habitando um corpo diferente a cada dia, vendo o mundo com os olhos de uma pessoa diferente, falando com suas vozes. 

É uma existência solitária…até que passe deixar de ser. A conhece uma garota chamada Rhiannon e em um instante, se apaixonada por ela depois de um dia perfeito juntos. Mas quando a noite cai, tudo termina. Porque A nunca esteve no mesmo corpo mais de uma vez.

 A não consegue para de pensar em Rhiannon, ela se torna sua razão de existir. E a partir de então, todos os dias, nos mais variados tipos de corpos e vida, A tenta se encontrar novamente com Rhiannon e convence-la de que devem ficar juntos. Mas será que seu amor poderia transcender tal obstáculo? 

 SkoobGoodreads

oqueeuachei9781921922954

Durante muito tempo me deparei com Every Day e nunca tive muito interesse me ler. Foi só depois de conhecer um pouco mais do trabalho do Levithan (com seus livros em parceria com outros autores, como John Green, Rachel Cohn e Andrea Cremer) que fiquei com mais vontade, mas nunca tive a oportunidade de ler algo dele sozinho…até o momento. E a culpa toda foi de Another Day, o companion de Every Day. E como pra ler um, eu precisava ler o primeiro, saí correndo desesperada em busca de uma cópia pra chamar de minha, 😛 Haha. 

Acontece que acabei me prendendo super a história e não consegui largar o livro até terminá-lo. A escrita prende bastante, assim como todo o enredo é extremamente interessante e diferente. A ideia de um “ser” – já que A mesmo afirma não se definir com um sexo -, que mude de corpos a cada dia e passa a viver a vida assim é simplesmente sensacional. E tudo relacionado ao que A é e faz é brilhante também! Acompanhar sua história e conhecendo sua mente foi a melhor coisa desse livro! 

No entanto, o enredo em si deixou um pouco a desejar. Diversos momentos, fiquei um pouco entediada. Toda a busca de A por Rhiannon chega a ficar cansativa e repetitiva a ponto de chegar em um ponto que poucas coisas se diferenciavam. Eu me pegava cada vez mais interessada pelas vidas que A tocava do que o romance dos dois. A mesma coisa se repetiu com a grande tensão da história, quando um dos corpos que A habita, consegue descobrir o que aconteceu e por um deslize da personagem, acaba por persegui-la atrás de respostas. 

Esse fato deu várias e várias voltas para basicamente não sair muito do lugar. Ele abriu espaço para uma grande revelação, mas nada além disso. Fora que, essa mesma revelação foi apresentada, dei um choque em A e no leitor e puf, foi deixada para lá para voltar a focar no romance…Basicamente nenhuma resposta foi dada, apenas gerou-se mais dúvidas e com certeza há uma grande abertura para um segundo volume – e espero que em Another Day, pelo menos um pouco dessas respostas sejam dadas, senão, ficarei super decepcionada, haha.

notaregularbomconsideracoesfinaisA é uma personagem super interessante, sua construção e todos seus pensamentos foram as melhores de Every Day. No entanto, o grande foco no romance e a forma que isso foi explorado, acabou cansando um pouco conforme a leitura evoluía e o grande número de respostas em aberto foram um tanto decepcionantes, especialmente depois de algo tão surpreendente ter sido revelado. 

O inglês do livro é super simples, então não há muito segredo para se ler a versão original. No caso, se preferir ler em português, ele foi traduzido pela Galera Record. 😀 recomendoIndico Every Day para quem curte uma leitura diferente. E, apesar de ser uma fantasia, seu foco e a maneira que a história caminha são mais voltados para o contemporâneo, por isso, acredito que o livro também pode agradar bastante quem curte contemporâneo.

Alguém já leu Every Day? O que achou do livro? Conta pra mim nos comentários que vou adorar saber a opinião de vocês sobre ele! ❤

postflavia

Anúncios

6 comentários em “Resenha: Every Day, David Levithan

  1. Ai, sabe que comigo acontecia a MESMA coisa? E ele tem sim um romance bem mela-cueca, mas o resto do livro é bem legal. Toda a ideia dele e a forma como o David abordou e criou A foi tipo, nossa, sensacional! Vale super a pena dar uma chance pra esse livro! Se ler, me conta o que achou!!
    Beijão!!

  2. Oi Shadai! Sabe que é justamente isso que eu adorei e o fato de A não se definir com nenhum sexo também. Achei isso tão sensacional, que foi o que me fez me apaixonar pela personagem e pela história dela! Acho que esse é o tipo de livro que todo mundo deveria ler pra quebrar preconceitos e coisas do tipo, porque ele joga tudo de uma maneira tão pura e bonita! Hahaha
    Pois é, aquele final foi completamente meh. Super esperava saber mais sobre a descoberta de A e coisas do tipo, mas nope…eu espero mesmo que em Another Day tenha novidades sobre isso, porque ele não é bem uma continuação, já que é mais focado na Rhiannon e eu não me lembro se vai contar a mesma história no ponto de vista dela como a sinppse indica ou se vai abordar no depois de tudo, mas vamos aguardar hahah
    E super obrigada! ❤

  3. David Levithan é complicado, haha. Acho que ele não é o tipo de autor que todo mundo vai adorar os livros dele, inclusive eu vejo opiniões SUPER opostas em relação aos livros dele! Mas olha, Every Day é super interessante e diferente, é o tipo de leitura que vale a pena dar uma chance, apesar de ter bastante defeitos, acho que com a ideia e muitas vezes, com a prosa dele, a gente acaba relevando. É inclusive um dos livros que mais vi as pessoas elogiarem! Se resolver dar uma chance pra ele, depois me conta o que achou que vou adorar saber qual foi o veredito! 😀
    E yay! Fico superfeliz em saber que curtiu a resenha!!
    Beijocas!

  4. eu li e gostei bastante. pois aborda o tema da bissexualidade de uma forma bem diferente e simples, que acho que se todas pessoas lessem histórias que nem essa veriam que é a maior idiotice julgar e ter preconceitos.
    só não gostei do final, então fiquei bem feliz quando soube que teria continuação, que com certeza lerei.

    ps: vi sua foto nova no skoob e adorei o seu novo visual, tá muito bonita!

  5. Eu sempre passei batida por esse livro por achar que era um romance meio mela cueca, hahahahahah, nunca nem parei pra ler a sinopse. MAAAAS, li agora e acabei curtindo, tem uma proposta bem interessante… gostei! Vou procurar!

    Beijooo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s