Filmes x Livros

Psycho Reader já viu: Cidades de Papel

Oi gente bonita! Como estão nessa segunda-feira de julho? Espero que bem e de férias, quem estuda, haha! Posso dizer que estou bem feliz e um dos motivos é por escrever esse post pra vocês! ❤

Pois é, dia primeiro tive a oportunidade de ir assistir à premiere de Cidades de Papel, graças a Intrínseca, editora responsável pelos livros traduzidos do John Green aqui no Brasil e nossa parceira aqui do blog! E nossa, tive que me controlar para não soltar mais do que devia nos últimos dias, já que a pedido da Fox, eu não pude falar sobre o filme antes! E agora, finalmente vou poder contar minhas impressões de tudo pra vocês!!

Mas antes de começar a falar sobre o Q, a Margo e todo mundo, preciso desabafar algo: antes do filme começar, assistimos um stream ao vivo do tapete vermelho lá no RJ e gente, isso fez com que o John Green ganhasse meu amor ainda mais, haha.

A questão foi: a sessão atrasou por culpa dele. E o motivo? O fofo queria autografar e tirar fotos com o máximo de fãs possíveis que estavam ali esperando! Vai dizer que não é a coisa mais incrível do mundo? O carinho dele com a galera e querer atender todo mundo e a valorização dos leitores só me deixou ainda mais fã do cara!

Fato comentado, vamos ao que interessa, certo? O que eu achei do filme?

Apenas que, ele com certeza vai agradar aos fãs do livro, assim como quem não leu e assistiu e gamou em A Culpa É Das Estrelas. Aliás, acredito que como adaptação, talvez, Cidades de Papel tenha sido um pouco mais detalhado. Mesmo não terminando a releitura que eu pretendia fazer antes do filme, eu conseguia visualizar diversas passagens do livro perfeitamente na tela – e olha que a primeira vez que li Cidades de Papel foi há dois anos.

A grande mudança? O tempo que o filme pega. Basicamente, o livro dura um período maior, cuja maior importância era a formatura em si, já que a roadtrip acontece nesse momento. Já a adaptação, a coisa toda gira em torno do baile. Os personagens querem fazer tudo antes dele acontecer. E, evitando dar spoilers, só digo uma coisa para os leitores/fãs: faz total sentido, gente! Toda a “explicação” que gira em torno dessa mudança é bem sensacional, na verdade. ❤ 

As atuações? O Nat Wolff como Q me surpreendeu. Apesar de gostar bastante do trabalho do ator, quando assisti a mais filmes dele, eu reparei que havia uma espécie de repetição de personagens e estava morrendo de medo de encontrar mais um filme em que ele era o mesmo tipo de pessoa, em especial, porque os filmes que assisti ele sempre era o coadjuvante, então, o medo duplicou porque me questionei se ele conseguiria segurar um protagonista. E não é que ele conseguiu? Gente, o Nat é um Q perfeito!!! 

Mas vou confessar, quem rouba TODA a cena é o Austin Abrams, o Ben. Acreditem, em cada cena que ele aparece, as risadas acontecem. O personagem que mais arrancou risos da plateia. No livro, adorei tanto Ben, quanto o Radar, mas não chegou perto de como os dois foram representados na tela. Justice também fez um trabalho perfeito como Radar e sério, queria os dois na minha vida porque que meninos fofos! Q era mais focado no drama e os dois tiraram todo o peso e deixaram tudo muito mais divertido.

A amizade dos três foi super bem representada na tela e a química entre os atores é incrível. Os momentos deles juntos eram os melhores, de longe (o que vai deixar a amizade super bem visualizada e valorizada, o verdadeiro ponto importante do livro, então é provável que quem leu e não curtiu o final, não fique tão decepcionado assim). Especialmente a hora em que eles começam a cantar: MELHOR CENA DE TODAS! 

Cara Delevigne como Margo…a Cara é realmente uma atriz muito boa e sabe, depois da famosa entrevista dela na Vogue em que ela é capa, eu fiquei extremamente empolgada para ver a atuação dela. Em certos aspectos, deu pra perceber que pelas coisas que falou, ela entenderia perfeitamente a personagem e foi exatamente o que aconteceu. Nós temos uma relação de distância para com a Margo e Cara não deixou que víssemos muitas expressões ou algo que entregasse quem ela era. E gente, a Margo é uma personagem super difícil de interpretar, já que há uma linha tênue entre falta de expressão para manter o mistério todo e ser inexpressiva e chata. A Cara conseguiu fazer isso muito bem e foi muito boa! Vou confessar que, adoraria vê-la como Alasca.

Cidades de Papel foi uma excelente adaptação. Com algumas mudanças? Sim, como sempre, mas prometo que elas não vão decepcionar os leitores e fãs do livro. Então gente, quando o filme estreiar aqui dia 9, corram para os cinemas porque vale SUPER a pena! Se não pela adaptação, pelo Austin, porque virei fã desse menino pra sempre depois dessa interpretação.

E ah! Tem uma pequena/grande surpresa logo no começo da roadtrip que prometo que vai trazer muito feels! 

Mais uma vez, assistam ao filme! E depois venham me contar o que acharam e dessa surpresa que falei, ok? ❤ 

postflavia

Anúncios

4 comentários em “Psycho Reader já viu: Cidades de Papel

  1. Oi Thais! Ah, olha só, eu acho que o filme pode ser muito bom para quem não curtiu o ritmo do livro!! Espero que assista e goste de Cidades de Papel e quem sabe, acabe conseguindo terminar e gostar do livro?
    Beijocas!

  2. Poxa vida, eu já tinha decidido que não queria ver o filme (porque não consegui chegar na metade do livro :(, sério, não consegui sentir nada enquanto lia), mas agora quero ver o filme. Bailes e tramas adolescentes seeempre mexem comigo hahahahaahaha

  3. Sabe que nem eu? Eu queria ver, mas não estava tipo, morrendo de ansiedade…mas o filme me surpreendeu porque foi bem melhor que eu imaginava! Agora, até quero ver de novo e o dvd também quando sair hahaha. Vale a pena super, Fê!! Depois quero saber o que achou hehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s