Nic Sheff · Resenha

Resenha: Schizo, Nic Sheff

unnamed-1

sinopse

Escrito pelo autor de Tweak, livro bestseller do New York Times, Schizo é uma história fascinante e esperançosa de um jovem sofrendo com uma doença mental enquanto ele persegue pistas sobre o desaparecimento de seu irmão caçula. Perfeito para fãs de Os 13 Porquês; As Vantagens de Ser Invisível e It’s Kind of a Funny Story.

 Miles é o jovem narrador recém recuperado de uma crise grave de esquizofrenia que acredita que está melhorando…quando na realidade está pior, chegando ao ponto de ficar totalmente obcecado pelo desaparecimento do irmão mais novo, Teddy e preso em um romance que pode ou não pode ser real. Constantemente perseguindo sombras, Miles sente como se o mundo estivesse se fechando ao seu redor e luta para impedir que isso aconteça, mas o que você pensa que sabe sobre seu mundo, na realidade se prova um borrão cinza e a realidade é surpreendente. 

 SkoobGoodreads

oqueeuachei

18762415

Schizo me deixou com diversos sentimentos durante a leitura. No início, simplesmente estava apaixonada. Pelo Miles, pela narrativa, pelo enredo super interessante e eu simplesmente não conseguia deixar o livro de lado por muito tempo. E quando tinha que parar de ler, não parava de pensar nesse livro.

No entanto, quando fui chegando perto da metade, a coisa toda foi me cansando e a história pareceu perder completamente a qualidade de uma hora para outra e isso me decepcionou bastante.

Até chegar no final. E aí sim, eu fiquei surpresa! E me lembrei que estava com uma história em mãos, na qual o narrador tem esquizofrenia e para evitar spoilers, só preciso dizer que, a mente de Miles não é de confiança, então nem tudo é o que parece. Por isso, quando terminei, queria aplaudir porque foi simplesmente sensacional. 

Sim, a leitura teve momentos bem chatos e que cheguei a ficar decepcionada, mas depois, parando para pensar em um contexto maior, no contexto da mente humana que é completamente instável, especialmente se possui uma doença como a esquizofrenia, a narrativa não podia ser melhor.

Fora que, Sheff teve uma juventude extremamente conturbada e mais do que ninguém sabe o que é ter uma doença mental, ele foi diagnosticado como bipolar, de forma que passa para o leitor uma forma sincera o que é uma doença do tipo. Então, ele sabia sobre o que estava escrevendo e o fez com maestria. 

É um livro extremamente interessante e eu gostaria de poder falar mais dele e de seus personagens, mas seria difícil fazê-lo sem dar spoilers, afinal, um dos pontos mais altos é a surpresa e o emaranhado na mente de Miles, em especial, o questionamento do que é real e do que não é. 

notacoisalinda

consideracoesfinaisSchizo é uma leitura com altos e baixos e todos os momentos se encaixam de maneira tão perfeita para a história que é possível observar o cuidado e conhecimento de sensações do autor quando terminamos a última página. É o tipo de livro que vai mexer com o leitor e escrito de maneira extremamente sincera e realista, sem exagerar ou passar a mão na cabeça quando se trata de falar sobre uma doença mental.

recomendoComo foi citado na sinopse, Schizo com certeza vai agradar aos fãs de Os 13 Porquês, As Vantagens de Ser Invisível e It’s Kind a Funny Story. Vale super a pena e o Miles é um narrador extremamente apaixonante, vou confessar que tive uma crush nele, haha.

E mesmo se você não for fã desses livros, leia, porque esse livro é construído de uma forma tão sincera que é completamente sensacional! Leia também para entender o motivo dessa resenha tão rasa, já que é um livro surpreendente! haha

postflavia

Anúncios

6 comentários em “Resenha: Schizo, Nic Sheff

  1. Poxaa, que pena! Eu li Querido Menino, que é o livro do pai dele, depois li Cristal na Veia e amo os dois! Queria ler os outros livros do Nic, mas só acho em inglês e aí não sei se tenho inglês suficiente pra isso! hahaha mas obrigada! :)) Beijoos

  2. Oi Anne! Ah, poxa, fico super feliz em que se empolgou tanto com o livro por causa da resenha! Quando ler, me fala o que achou!!
    E sim, haha Chris Pratt e os Raptors são o fundo de tela do meu celular. Minha criança amante de dinossauros que sonhava em ser paleontológa está super acordada nesse momento, hahaha
    Beijocas!

  3. Putz, me apaixonei por esse livro com a sua resenha! Com ctz passou a figurar minha wishlist. Obrigada!
    PS: Vc realmente gostou de Jurassic World né? Muuuitas gifs do “Chris Delícia Star-Lord Pratt” haha.
    Bjss, Anne.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s